A destruição de documentos como objetivo estratégico e indicador de desempenho: o caso do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro

Rita de Cassia Colaço Rodrigues

Resumo


Este artigo discute como o Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ) implementou sua gestão documental, a partir de 2001. Ao não construir um diálogo multidisciplinar, o TJRJ termina ostentando como objetivo estratégico e indicador de desempenho a quantidade de processos destruídos, parecendo não se preocupar com a preservação e a acessibilidade.


Palavras-chave


patrimônio documental; poder judiciário; grupos vulneráveis; política multidisciplinar.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Acervo

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

 

 

ARQUIVO NACIONAL
Praça da República, 173 – Centro
Rio de Janeiro, RJ – Brasil - 20211-350

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Desenvolvido com o código aberto SEER/OJS, baseado nos padrões e-GOV