v. 26 n. 2 jul-dez: Arquivos, bibliotecas e museus
Arquivos, bibliotecas e museus
A constituição dos campos disciplinares da arquivologia, da biblioteconomia e da museologia no Brasil, que já ocorria desde o início do século XIX, foi resultado, a partir das três primeiras décadas do século XX, de ações pontuais e específicas, ancoradas principalmente na carência de formação especializada em algumas das instituições tradiconais nesses campos, respectivamente o Arquivo Nacional, a Biblioteca Nacional e o Museu Histórico Nacional. Podemos entender este movimento como reflexo de um padrão europeu implantado ainda no século XIX, cujo objetivo fundamental também estava na especialização dos quadros técnicos existentes nas principais instituições detentoras de coleções, num momento em que a afirmação do conceito de patrimônio nacional servia de pano de fundo das iniciativas que se tornavam, dessa maneira, estratégicas.
Vitor Manoel Marques da Fonseca, Cícero Antônio Fonseca de Almeida
5-6
Apresentação
PDF

Entrevista

Celina Vargas do Amaral Peixoto
7-30
Entrevista com Celina Vargas do Amaral Peixoto
PDF

Dossiê

Ivan Coelho de Sá
31-58
As matrizes francesas e origens comuns no Brasil dos cursos de formação em arquivologia, biblioteconomia e museologia
PDF
Renato Pinto Venancio
59-76
Uma trajetória interrompida: o Arquivo Nacional na legislação republicana, 1889-1937
PDF
Nanci Elizabeth Oddone
77-91
Lydia Sambaquy e a biblioteca do DASP: contribuições para a constituição do campo biblioteconômico no Brasil
PDF
Michael J. Fox
92-99
Criando “cordeiros”: ajudando-os a crescer
PDF
Gretchen Gueguen, Vitor Manoel Marques da Fonseca, Daniel V. Pitti, Claire Sibille-de Grimoüard
100-116
Para um modelo conceitual internacional de descrição arquivística
PDF
Rosa María Fernández de Zamora
117-122
El patrimonio documental iberoamericano y el Programa Memoria del Mundo de Unesco, una mirada histórica
PDF
Cícero Antônio Fonseca de Almeida
123-132
“A função educativa dos museus” de Bertha Lutz: uma peça (quase) esquecida do quebra-cabeça da museologia no Brasil
PDF
Cláudio DeNipoti
133-145
Possibilidades combinatórias da condução da leitura em uma biblioteca: José Maria Dantas Pereira e o “Catálogo systematico da Bibliotheca da Companhia dos Guardas Marinhas”
PDF
Janaina Lacerda Furtado
146-159
Um museu desaparecido do século XIX: uma discussão acerca do Museu Agrícola e Industrial do Jardim Botânico do Rio de Janeiro (1871-1886)
PDF
Talita dos Santos Molina
160-174
Arquivos privados e interesse público: caminhos da patrimonialização documental
PDF
Leandro Coelho de Aguiar
175-188
Em busca de uma cultura científica: breve panorama da produção científica arquivística docente nos cursos de arquivologia, 2008-2012
PDF

Artigos livres

Silvana Temesio
189-206
Interoperabilidad de la información en el gobierno electrónico
PDF
Maria Fernanda Fernandes Garcia Rollo, Paula Cristina Veloso Meireles, Madalena Teotónio Pereira Bourbon Ribeiro
207-219
O Arquivo Nacional de Ciência e Tecnologia: política e organização da ciência em Portugal
PDF
Juliana Gesuelli Meirelles
220-230
As bibliotecas públicas no império luso-brasileiro: Lisboa e Rio de Janeiro
PDF
Marcelo Quintanilha Martins
231-242
Maços, latas e softwares: o Arquivo Público do Estado de São Paulo e suas reconfigurações
PDF
Maria Teresa Navarro de Britto Matos, Rita de Cássia Santana de Carvalho Rosado
243-255
Memória do Arquivo Público do Estado da Bahia: 1890-1984
PDF
Julio Bittencourt Francisco, Sérgio Lamarão
256-266
Sírios e libaneses e a expulsão de estrangeiros na Primeira República
PDF